Menu


Social

terça-feira, 18 de julho de 2017

Poemas e Poesias: A Ceifeira Solitária





Fala pessoal!

Hoje na nossa coluna de Poemas e Poesias vamos com mais um pai do romantismo Inglês: William Wordsworth.

Junto com S.T Coleridge, Wordsworth é considerado um dos poetas mais influentes do mundo, com sua visão da natureza única, misturado com sua consciência moderna influenciada pela Revolução Industrial da Grã Bretanha. Um dos seus principais trabalhos, Lyrical Ballads, publicado em 1798, feito em conjunto com Coleridge, mudou os rumos da poesia de língua inglesa para sempre.

Confiram abaixo um dos poemas que selecionei para hoje:

A CEIFEIRA SOLITÁRIA - William Wordsworth
 
Só ela no campo vi:
solitária de altas serras,
ceifa e canta para si.
Não digas nada, que a aterras!
Sozinha ceifa no mundo
E canta melancolia.
Escuta: o vale profundo
Transborda à de harmonia.

Nunca um rouxinol cantou
em sombras da Arábia ardente
ao que exausto repousou
mais grata canção dolente;
ou gorjeio tão extremado
se escutou na Primavera,
cortando o Oceano calado
entre ilhas de Além-Quimera.

Quem me dirá do que canta?
Será que o que ela deplora
é antigo, triste e distante,
como batalhas de outrora?
Ou coisas simples são
do quotidiano viver?
Essas dors de coração,
que já foram e hão-de ser?

Seja o que for que cantara
é como infindo cantar,
que a vi cantando na seara,
no trabalho de ceifar.
Sem falar, quieto, eu escutava
e, quando o monte subia,
no coração transportava
o canto que não se ouvia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Recentes