Menu


Social

Série | Star Trek Discovery - S01E10 e E11


Estamos de volta!

Fala Trekkers!


Estamos de volta com os reviews dos episódios da série Star Trek Discovery. Peço desculpas pela demora, mas por algum motivo meu app do Netflix não queria atualizar os episódios, então não consegui ver na semana passada.

Sem mais enrolação, vamos ao review!

S01E10 - Despite Yourself
S01E11 - The Wolf Inside

Finalmente tivemos o tão esperado retorno da série Discovery. E o retorno trouxe algumas confirmações para as teorias que já circulavam pela internet após a conclusão do episódio 9. Para quem não lembra, no episódio 9 a tripulação da Discovery embarca numa tentativa de desvendar o mistério por trás da tecnologia de camuflagem dos Klingons. Michael Burnham e Ash Tyler se infiltram na Nave dos Mortos para implantar sensores enquanto a Discovery realiza 133 saltos com o motor de esporos para mapear a tecnologia.

A operação é um sucesso, mas sempre existe o "porém".

Nestes dois episódios observamos que a conclusão foi que, como já esperávamos, o motor de esporos utiliza uma tecnologia capaz de viajar entre universos. Já havíamos dito em alguns episódios anteriores que o Universo Espelhado estava sendo revelado aos poucos. Os fãs mais dedicados e conhecedores da franquia com certeza observaram ele chegando. E de fato ele chegou.

A Discovery acaba indo parar num universo onde Klingons, Vulcanos e outras raças se uniram contra os humanos, que vivem num ambiente ditatorial, sob o regime de um imperador.

A moralidade dos Terráqueos deste lado do Universo é controversa e, como já havia sido mostrado, as versões dos personagens são diametralmente opostas no que tange ao caráter.

Neste lado, a Discovery é liderada pela capitã Sylvia Tilly, curiosamente aqui chamada de Capitã Killy (uma brincadeira em inglês, já que o verbo To Kill significa matar). Gostei muito da atuação de Mary Wiseman nessa versão. Ela consegue convencer o espectador do fingimento, mostrando humor e ironia, sem no entanto sair da coerência dentro da série.

O capitão Lorca, ao observar que possivelmente a Discovery daquele Universo trocou de lugar com eles, decide seguir com o plano de fingir que eles são os originais, na tentativa de obter informações de como eles poderiam voltar ao seu universo.

Isso se dá porque após o ultimo salto, Stamets está catatônico, como terminou no episódio 9, e portanto o motor de esporos não é uma possibilidade.

Então vemos a menção a USS Defiant, nave que aparece na série Star Trek: Enterprise, onde o universo espelhado revela  as contrapartes malignas dos personagens bem como o Império Terráqueo.


Em Discovery, o plano é procurar como a Defiant retornou ao universo padrão sem deixar que a frota imperial perceba que eles são impostores. Burnham, no universo espelhado, é tida como morta enquanto Lorca é um fugitivo. Eles traçam um plano, utilizando isto, onde Burnham retorna como capitã da USS Shenzhou (que aqui não foi destruída na batalha das estrelas binárias), com o prisioneiro Gabriel Lorca.

Novamente damos destaque a atuação de Sonequa Martin-Green, que consegue atuar de forma impecável tanto para nós que conhecemos a história quanto na coerência do enredo.


Os dois episódios são excelentes e reveladores. Finalmente conseguimos entender os mistérios por trás da tortura de Ash Tyler e de como a relação dele com L'Rell funciona. Está relação quase coloca em risco a missão de Burnham, que no meio do caos, decide tentar descobrir como os Klingons conseguiram unir as raças contra um inimigo em comum.

Shazad Latif também tem uma excelente atuação nesta parte, pois Ash Tyler sofreu muito mais do que uma simples tortura. É revelado que L'Rell modificou a estrutura corporal de Tyler para abrigar a mente de Voq, do universo padrão.



O desfecho do episódio 11 realmente me surpreendeu. A tentativa de Burnham em fazer uma aliança com as demais raças acaba sendo frustrada pela chegada do Imperador. E realmente este imperador pode fazer a diferença daqui por diante.

Com dois episódios ambientados totalmente no universo espelhado, muitas reviravoltas e um enredo com muitas possibilidade, vamos aguardar para ver como será o prosseguimento da trama de Star Trek Discovery.

Tratemos semanalmente o review dos episódios conforme forem sendo liberados.

Gostou? Deixe seus comentário, críticas, sugestões e elogios.

Posts Recentes