Menu


Social

HQ | Batman - 01


Mais uma aquisição do Universo Renascimento DC

Fala pessoal!



Hoje temos mais uma análise de um dos quadrinhos do Universo Renascimento DC.

Se quiser conferir nosso post inicial, confira o link abaixo. Aproveita também para adquirir seu exemplar na Amazon através do link da loja parceira.

____________________________
HQ | Universo DC: Renascimento
____________________________

Universo DC: Renascimento, tem início no término da fase Os Novos 52, e tem a nobre intenção de restaurar o Universo DC a um estado anterior ao que ficou conhecido como Ponto de Ignição,

*************

 Batman - Volume 01
  • Abril/2017
  • Revista tradicional
  • 17 x 26 cm
  • 52 páginas
  • Papel LWC
  • Capa Couché
  • Lombada Canoa (Grampeada) 
A primeira edição do Morcegão chega ao universo Renascimento com uma história bem dinâmica, mas que pode parecer confusa num primeiro momento. Penso desta forma graças a inclusão de personagens e uma aparente desconexão com a HQ Detective Comics, algo que eu esperava ver neste primeiro volume.

Se vocês leram nosso review AQUI do primeiro volume da Detective Comics vão se lembrar que nele o Batman recruta jovens heróis para proteger Gotham de uma ameaça misteriosa.

No primeiro volume da revista solo do Batman não vemos menção a este fato. Simples assim.

Mas tem um bom motivos.

O roteiro inicia com uma reunião entre o Batman e o Comissário Gordon, ambos discutindo sobre um ataque onde mísseis foram roubados. Logo depois um avião comercial é atingido enquanto sobrevoa os céus de Gotham.

Uma ação frenética se desenrola a partir de então com o Batman sendo auxiliado por Alfred na tentativa de salvar as pessoas no avião. Sabendo das probabilidades contrárias, Batman parte nesta tentativa suicida.

A coisa transcorre bem ao estilo Batman de ser, com o morcegão utilizando dezenas de ferramentas malucas para chegar ao avião com ele ainda no ar, instalar foguetes auxiliares e dar a própria vida na tentativa de salvar os passageiros.

O fim parece próximo quando o dia (ou seria a noite) é salvo por dois heróis misteriosos que aparecem do nada para ajudar no resgate.

O homem se identifica como Gotham e a mulher é a Garota-Gotham. A despeito da falta de criatividade para nomes, vale ressaltar que todo o roteiro do primeiro volume é feito apenas para introduzir os dois na trama. Sei disso, pois já li o segundo, mas não vou dar spoilers aqui. Fica para a próxima análise.

A trama é uma espécie de prólogo do arco Eu Sou Gotham, que promete mostrar os dois extremos do Batman: O lado mais suave do herói e o seu lado mais duro. Então temos uma história relativamente curta, com MUITA ação e páginas de tirar o fôlego, preparando o terreno para as demais histórias do Batman nessa nova fase da DC que com certeza trará muito conteúdo ao universo das HQs.

Posts Recentes